Slide site cultural de Feijó

Flash Motor's

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Prefeito Merla participa de encerramento de ano letivo do e entrega presentes alunos do PETI

Na manhã desta quinta-feira, 27, o prefeito merla participou do encerramento do ano letivo do peti e realizou entregas de presentes aos alunos
Os serviços de convivência  e fortalecimento de vículos, (antigo PETI), atendeu durante o ano, 225 crianças, que foram encaminhadas ao programa por meio de buscas ativas realizadas pela a equipe técnica do centro de referência e a assistência social do município.   
Os adolescentes que completam 15 anos irão serem atendidas pelo centro de referência e assistencial social do município. Juntos estes órgãos municipal por meio da secretaria de cidadania e inclusão social realizaram durante todo o ano de 2014, um grande trabalho de inclusão social que beneficio várias famílias feijoenses.  

Jovem é assassinada pelo namorado da mãe

2711-policia-assassinatojovem-divulgacao
Facadas fatais na garganta e na perna
Jannaína Nunes da Costa tinha 15 anos e morava com a mãe em Xapuri. Foi defender a mãe que estava discutindo com o namorado: a jovem ficou nervosa com a possibilidade de haver mais agressão entre o casal e tentou ligar para a polícia.
Foi o suficiente para que o rapaz investisse contra a jovem. Acertou uma facada na garganta e outra na perna. A adolescente ainda ficou convalescendo. Foi levada para o Hospital Epaminondas Jácome.
O médico e os enfermeiros solicitaram que uma unidade do Samu removesse a jovem dali para que o atendimento viesse a ser feito em Rio Branco. Mas, a unidade do Samu não chegou. A jovem morreu no hospital.
http://www.agazeta.net/policia/7129-jovem-e-assassinada-pelo-namorado-da-mae

Incêndio destrói casa de idosa em Rio Branco

Corpo de Bombeiros ainda não sabe motivo do incêndio. Fogo consumiu toda a casa.

Aline NascimentoDo G1 AC
Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada na manhã desta sexta-feira (27) para controlar um incêndio em uma casa de madeira no bairro Jorge Lavocat, em Rio Branco. De acordo com as informações repassadas pelo  tenente-coronel Albeci Coelho, a casa era de uma idosa que não estava no local no momento do incêndio. Os vizinhos acionaram o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) que enviou uma equipe a local.
Sevidora se desespera ao ver a casa consumida pelo fogo  (Foto: Reprodução/TV Acre)Sevidora se desespera ao ver a casa consumida
pelo fogo (Foto: Reprodução/TV Acre)
A causa do incêndio, que começou por volta das 6h, ainda é desconhecida pelos bombeiros que devem se posicionar após a perícia. "A residência é de uma idosa que mora sozinha. A informação que temos é de que a casa estava vazia, pois a proprietária tinha saído momentos antes do incêndio", destaca Coelho.
De acordo com os bombeiros, a casa deu perda total. A funcionária pública, Raimunda Nonata chegou em casa quando os bombeiros já haviam controlado o fogo. Ela acredita que não foi um acidente, mas sim uma ação criminosa. "Perdi tudo que construi na minha vida inteira. As pessoas viram um carro vermelho parado antes de acontecer o incêndio, depois saiu em alta velocidade", conta.
O Corpo de Bombeiros diz que vai haver a perícia e somente após o resultado é que deve ser exposto o que causou o incêndio.

Marido estrangula e mata mulher esfaqueada na frente de filha de 10 anos em Rio Branco

Violência interna
Violência interna Mais um homicídio bárbaro foi registrado na noite desta quarta-feira, 26. Evelene Ludegero da Silva, 30 anos, foi estrangulada e esfaqueada na frente da filha de 10 anos pelo seu companheiro Cláudio Luciano de Moura. O crime aconteceu no Ramal da Castanheira, no Bairro Vila Acre, em Rio Branco. 

 Segundo informações repassadas a polícia, a vítima estava em casa com o marido e sua filha de 10 anos quando começaram a discutir por causa de ciúme. O acusado, de posse de um fio e uma faca, a enforcou e em seguida desferiu cinco golpes na mulher que caiu no chão e veio a óbito. A filha do casal ainda pediu ao pai para não matar sua mãe, mas o pedido foi em vão. O acusado se evadiu do local em um veiculo fiesta branco. 

 Policiais Militares do 2º Batalhão foram acionados, isolaram a área para os trabalhos dos peritos criminais e em seguida colheram informações e saíram do acusado, que foi detido na BR-364, próximo a Tucandeira, ao capotar o veículos que dirigia. Claudio foi encaminhado a Delegacia de Flagrantes – DEFLA. O corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico Legal – IML, para os devidos procedimentos. Em estado de choque, a criança ficou sob os cuidados de familiares.

http://www.ac24horas.com/2014/11/27/marido-estrangula-e-mata-mulher-esfaqueada-na-frente-de-filha-de-10-anos-em-rio-branco/

Ministro da pesca anuncia carteira com chip

2611-politica-ministrodapescaeduardolopes-ministerio
Medida tenta evitar fraudes como as denunciadas
O ministro da pesca Eduardo Lopes declarou ao repórter da TV Gazeta Mariano Maciel que o ministério vai confeccionar carteirinhas de pescador com chip. Antes de surgir as denúncias envolvendo emissão de carteiras com fins eleitorais, os pescadores eram identificados por carteiras confeccionadas pela Casa da Moeda.
Houve uma mudança, e as carteiras passaram a ser confeccionadas em papel comum. E isso facilitou a fraude. “A carteira com chip vai facilitar o nosso controle e nós teremos mais informações a respeito da produção de cada pescador”, argumenta.
Mas, o ministro admite a vulnerabilidade. “Hoje, qualquer cidadão brasileiro pode tirar uma carteira de pescador profissional”. As atuais denúncias feitas pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela revista Veja relacionando a eleição de vários parlamentares no país (sobretudo Maranhão e Acre) com o aumento no número de carteiras de pescador.
O ministério foi obrigado a soltar uma nota de esclarecimento tamanha foi a repercussão do problema. Leia a íntegra do documento.
Nota de Esclarecimento
O Ministério da Pesca e Aquicultura informa que, de fevereiro de 2013 até o momento, 330 mil licenças foram canceladas ou suspensas impedindo o pagamento de seguro-desemprego no valor de aproximadamente R$ 1 bi. Esclarece ainda que a confecção das carteiras de pescador não era realizada pela Casa da Moeda como cita a reportagem do jornal Estado de São Paulo publicada neste domingo (23). Esta é uma atribuição do Ministério da Pesca. A Portaria nº 45 substituiu o uso de papel moeda pelo papel Marrakesh já que em breve as carteiras terão formato de cartão magnético com sistema eletrônico de radiofrequência que, entre outras funções, facilitará a identificação do falso pescador.
O primeiro passo para poder começar a pescar é ter em mãos a carteira de pescador, caso contrário o pescador estará exercendo a atividade ilegalmente. Por isso, para emitir a licença o MPA não pode exigir de quem solicita a licença uma comprovação de que exerce a atividade, pois estaria contrariando a lei. Por se tratar de um serviço ao cidadão, a carteira de pescador não pode deixar de ser emitida no período eleitoral.
É importante ressaltar que o pescador só tem direito aos benefícios, como o seguro-desemprego no período defeso (quando a pesca fica proibida), um ano após receber a carteirinha. Para ter acesso ao benefício, o pescador tem de enviar ainda um relatório de atividades comprovando o exercício da atividade. O Ministério do Trabalho e Emprego, órgão responsável pelo pagamento do seguro-desemprego do pescador, exige ainda uma série de documentos e caso o pescador tenha outra fonte de renda, o mesmo fica impedido de receber o benefício.
Quanto ao número de emissões de carteira de pescador durante os meses de agosto, setembro e outubro, o MPA esclarece que no mês de Julho as emissões foram praticamente nulas em todo o país para a substituição do papel, de acordo com a nova normativa. Esse acúmulo foi absorvido nos meses seguintes. O MPA se coloca à disposição para colaborar com as investigações. O Ministério abriu sindicância para apurar as supostas irregularidades e se confirmada a fraude irá responsabilizar os envolvidos.
http://www.agazeta.net/politica/7124-ministro-da-pesca-anuncia-carteira-com-chip

Um tribunal comandado por valorosas mulheres

As desembargadoras Cezarinete Angelim e Denise Bonfim foram eleitas nesta quarta, 26, para comandar o Tribunal de Justiça do Acre no biênio 2015-2017. Por não se dobrarem e agirem dentro da lei, ambas já foram criticadas por lideranças do atual governo e chamadas de “mal resolvidas” por causa de posturas adotadas no julgamento do escândalo conhecido como G7.
Contrariando o que se previa – principalmente após os desdobramentos do caso G7 – o Pleno do Tribunal de Justiça do Estado do Acre elegeu por unanimidade em sessão administrativa iniciada na tarde desta quarta (26) as desembargadoras Cezarinete Angelim e Denise Bonfim como presidente e vice-presidente, respectivamente, para o biênio 2015-2017. Antes da eleição, comentava-se no meio político e nos bastidores do Poder Judiciário uma possível alteração no regimento interno da Corte para desfavorecer a eleição das desembargadoras consideradas linha dura em decisões desfavoráveis ao governo na Operação G7 desencadeada pela Policia Federal que em maio de 2013 prendeu secretários de estado, empresários e até um sobrinho do governador Sebastião Viana.
INELEGÍVEIS – Foram considerados inelegíveis no processo os desembargadores Roberto Barros [atual presidente do TJ], Eva Evangelista, Samoel Evangelista, Pedro Ranzi e Adair Longuini [todos ex-presidentes ou que exerceram cargo de direção por quatro anos].
A ELEIÇÃO – Com base na Lei Orgânica da Magistratura Nacional (LOMAN) e no Regimento Interno, o desembargador Roberto Barros entendeu que dos elegíveis poderiam concorrer ao cargo de presidente as desembargadoras Cezarinete Angelim e Denise Bonfim e o desembargador Francisco Djalma, decisão que foi acatada pelos demais membros do Pleno. Em votação, a desembargadora Cezarinete Angelim foi escolhida por 11. Cezarinete se absteve.
O critério de escolha cargo a cargo valeu para as demais votações. Assim, além do nome de Denise Bonfim e Francisco Djalma, a desembargadora Valdirene Cordeiro compôs a lista de elegíveis para vice-presidente.
Os desembargadores Francisco Djalma e Denise Bonfim divergiram do critério de escolha cargo a cargo. Para eles, os elegíveis são tão somente os que se encontram em número iguais ao número de cargos concorrentes. Neste caso, Denise Bonfim e Francisco Djalma seriam automaticamente vice-presidente e Corregedor. Embora tenha sido voto vencido neste entendimento, a desembargadora Denise Bonfim venceu a eleição para vice-presidente do TJAC com onze votos. Ela também se absteve de votar nesse processo.
Na eleição para corregedoria concorreram: Francisco Djalma, Valdirene Cordeiro e Regina Ferrari. Denise Bonfim e Francisco Djalma voltaram a divergir do critério de escolha adotado pelo presidente Roberto Barros e discordaram da inclusão na lista de elegíveis do nome de Regina Ferrari. Foi a votação mais apertada da sessão. Regina Ferrari conseguiu se eleger com 7 votos. Em segundo lugar ficou Francisco Djalma com 4 votos. Regina Ferrari se absteve.
Donas do poder
Veja como ficou a composição dos demais cargos:
Câmara CriminalFrancisco Djalma – Presidente
1ª Câmara CívelLaudivon Nogueira – Presidente
2ª Câmara CívelValdirene Cordeiro – Presidente
Escola do Poder JudiciárioSamoel Evangelista – Diretor
Coordenador dos JuizadosFrancisco Djalma

Presidente e vice-presidente eleitas para o TJAC já foram chamadas de “mal resolvidas”

A futura presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Maria Cezarinete foi a responsável por levar o processo da Operação G7 – desencadeada pela Policia Federal em maio de 2013 – ao Supremo Tribunal Federal.
Junto com a desembargadora Denise Bonfim [futura vice-presidente] Cezarinete defendeu a tese de que o Tribunal de Justiça do Acre estaria impedido de julgar a ação devido às ligações políticas de seus membros com pessoas presas na Operação G7.
A postura das desembargadoras culminou com um ato de desagravo pelo Partido dos Trabalhadores. Na época, até a primeira dama do Estado, Marlucia Cândido, se manifestou afirmando que as magistradas aplicaram uma rasteira nos demais desembargadoras e as acusou de despreparo.
“Há mulheres que por destrambelhamento nos envergonham; são duas mulheres que estão nos envergonhando, pois não basta ser mulher, tem que ter caráter”, disse, à época – LEIA CONTEÚDO COMPLETO AQUI
Outro que pegou pesado contra a postura das magistradas foi o senador petista Aníbal Diniz [PT-AC], ele chegou a chamá-las de “mal resolvidas e amarguradas”.
Cezarinete Angelim e Denise Bonfim serão presidente e vice-presidente respectivamente do Tribunal de Justiça do Acre no biênio 2015-2017.
http://www.ac24horas.com/2014/11/26/um-tribunal-comandado-por-valorosas-mulheres/

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Acidente de Trânsito: Carro Colide Contra um Prédio no Centro da Cidade

De acordo com o boletim de ocorrências de nº 1204/11-14 da policia miliar, por volta das 15h20, desta quarta-feira, 26, a guarnição da  policia militar foi acionada via 190 que tinha ocorrido um acidente de trânsito, na Travessa Benjamin Constant, centro, onde um carro tinha colidido contra o prédio da infofacil, apresentando apenas danos materiais. 
Os policiais militares deslocaram-se até o local e chegando lá, encontraram um carro gol, placa MZX 3348, que era conduzido pelo o motorista Vandernilton Santos de Souza, que já tinha evadido-se  e deixando o carro no local do acidente. 
O carro apresentava avaria quase que total em sua frente, ou seja,  no lado direito do mesmo e no prédio foi quebrado a quina da parede e arrancado o reboco          

Sindicato pede suspensão de concurso para docentes provisórios

Sinproacre quer garantir contratação de professores efetivos. SEE afirma que concurso não vai prejudicar contratações de efetivos.
O sindicato dos Professores da Rede Pública de Ensino do Estado do Acre (Sinproacre) pretende entrar com um mandato de segurança, ainda esta semana, para pedir a suspensão do concurso para contratação de professores provisórios. Segundo o sindicato, o objetivo é garantir a contratação de professores efetivos que estão no cadastro de reserva. A Secretaria de Educação do Acre (SEE) afirma que o certame não vai prejudicar a contratação dos professores efetivos.
O vice-presidente do sindicato, Edileudo Rocha afirma que os professores se sentem prejudicados com a publicação de um novo edital, que visa a contratação de 3.154 docentes provisórios, enquanto ainda existem profissionais homologados no certame para professores efetivos de 2013 que ainda aguardam contratação.
"Estamos  questionando também o número de vagas. O governo diz que serão chamados 140, mas colegas alegam que são mais de 280 que ficaram no quadro de reserva", diz.
Rocha também questiona o número de vagas para professores provisórios. "Eles argumentam que são para atender casos excepcionais, mas, os colegas não acreditam nesta hipótese, porque temos experiência que essas pessoas são lotadas no ensino regular. Existem mesmo essas excepcionalidades nesta totalidade?", questiona. 
O sindicato está recebendo documentos dos profissionais que se sentem lesados e têm interesse em participar do processo até quinta-feira (27).
A Secretaria de Educação do Acre (SEE) defende que o certame para profissionais provisórios é necessário para atender diversos projetos do órgão e não deve prejudicar a contratação dos professores efetivos. De acordo com o órgão, os profissionais que estão no cadastro de reserva serão chamados ainda na primeira quinzena de janeiro, em 2015.

http://g1.globo.com/ac/acre/noticia/2014/11/no-ac-sindicato-pede-suspensao-de-concurso-para-docentes-provisorios.html