Slide site cultural de Feijó

Feijó Motos - Acelerando com você

Flash Motor's

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Prefeitura de Feijó Paga Salários, Segunda Parcela do 13º dos Servidores e Terceirizados

O prefeito de Feijó, Mêrla Albuquerque, pagou sexta-feira, 12, a segunda parcela do 13º salário de todos os servidores municipais, e nesta sexta-feira, 19, está pagando o salário de dezembro de todos os serviodres municipais cargos comissionados, e até 31 de dezembro a prefeito Mêrla estará pagando os prestadores de serviços e fornecedores da prefeitura local. Só servidores são 963. Injentado com estes pagamentos na economia local mais de 1.800,00
Para garantir os compromissos da prefeitura em dias, Mêrla Albuquerque teve que praticamente operar milagre, cortando gastos desnecessários e enxugando a máquina, já que o ano de 2014 foi repleto de contas a pagar apesar de toda dificuldade que nosso município passa com cortes nos repasses do FPM mais felizmente estamos honrando nosso compromisso”, disse.
Mais que pagar salário, a gestão de Mêrla Albuquerque e Claudio Braga cumpre todos os compromissos assumidos com os servidores do município. Em dois anos de mandato, nunca ocorreu atraso salarial. Funcionários puderam planejar seus gastos e suas vidas. E agora com o pagamento do 13º, a expectativa é de aquecimento total no comércio local por causa das compras de fim de ano.
“Isso significa um Natal feliz, para todos os servidores municipais e terceirizados” , Concluiu o Prefeito Mêrla


Acre tem pior cobertura vacinal do país

1812-cotidiano-familiazegotinha-divulgacao
Poder público executa nova campanha
Esta é a segunda vez que o Ministério da Saúde prorroga a campanha de vacinação contra poliomielite e sarampo. Apenas um estado alcançou a meta estimulada de cobertura vacinal.
O Acre possui o menor percentual do país. Até agora, 67% das crianças foram vacinadas contra a polio. Já os números do sarampo são ainda menores: apenas 59% do público alvo.
A secretaria de Saúde da Capital explica os motivos dessa baixa procura.
“Em anos anteriores, a campanha era realizada em agosto e agora está sendo feita em novembro e dezembro que são meses de férias das crianças”, enfatizou Marcilene Alexandrina.
Somente em Rio Branco, mais de 27 mil crianças podem receber as vacinas. A meta estabelecida é de 95% de imunização. A campanha segue até o dia 31 de dezembro e as vacinas estão disponíveis em unidades da rede pública de saúde.
http://agazeta.net/cotidiano/7364-acre-tem-pior-cobertura-vacinal-do-pais

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Assaltantes Não Respeitam, mas nem a Policia e Assaltante filha de policial

Na noite desta quarta-feira, 18, por volta das 21h:30, ladrões encapuzado agridem a socos e pontapés  a menor L.M.B, 13 anos, filha da professora Roseli Brandão esposa do policia Arlindo. 

A menor L.M.B estava na casa em frente a sua residência na rua Coronel Barroso, centro, usando o celular, quando duas pessoas chegaram de bicicleta, sendo um índio e uma outra pessoa que a mesma não conseguiu identificar, pois estava encapuzada e chegaram e começaram agredi a mesma, na tentativa de tomar-lhe o celular. 

A menor L.M.B, começou a gritar e pedir socorro, o seu padastro, o policial militar, Arlindo 
que estava em casa de folga de seus serviços ao ouvir os gritos e os desesperos da sua enteada, foi ágil e rápido em defender a menor e conseguir prender um dos ladrões, o indígena Raimundo Pedro Gilberto Kulina Madija, e chamou a policia militar para conduzi-lo para a delegacia. Os outros assaltante com a chegada dos policiais militares evadiram-se do local

Acidente de Trânsito com Vítima Fatal na BR-364

Na noite desta quinta-feira, por volta das 20h;30, um acidente de trânsito envolvendo um moto Suzuki yes-125, com duas pessoas, colidir na parte lateral de uma L-200 Triton. 

De acordo com o motorista da L-200 Triton, Delmar de Jesus Cavalcante Damasceno, 54 ano, o mesmo o mesmo estava vido na BR-364 no sentido Tarauacá/Feijó, quando nas proximidades da ponte sobre o Rio Envira, uma moto apareceu em sua frente e começou a fazer zig-zag, mudando sempre de direção e chegou um certo momento que o condutor da moto perdeu a direção da mesma, saindo de sua mão e partiu em direção contrária e colidiu em cheio com a sua caminhonete. 
Tudo indica que o motoqueiro estava e o passageiro da moto, o menor A.J.A.S, 15 anos sobrevivente apresenta um estado visível de embriaguez alcolica  e levam várias latas de cervejas que ficaram espalhadas por toda a pista, nas proximidades do acidente e o  menor afirmou aos policiais militares que os mesmos tinha vindo comprar cervejas na cidade. 
O condutor da moto, Evandro Alberto Aguiar Silvino, 27 anos, moto morreu na hora e seu corpo ficou dividido em três partes. E, o passageiro o menor  A. J. A. S, 15 anos,   foi levado para o hospital, pois apresentava um estado grave de saúde.  


Dados do IBGE: sobram mulheres em 20 estados; no Acre situação é meio a meio

No Acre, existe um empate entre o percentual de homens e de mulheres.
Sobram mulheres na sociedade brasileira. É o que informa uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quarta-feira (17), que indica que elas são 51,4% da população, contra 48,6% do sexo masculino.
O site R7 aponta que, considerando a divisão por estados, as mulheres são maioria sobre os homens em 20 unidades da Federação.
Apesar disso, no Acre, existe um empate entre o percentual de homens e de mulheres — é exatamente meio a meio, segundo o IBGE. Além do estado do Acre, Mato Grosso e Goiás também se encontram na mesma situação.
O Rio de Janeiro é o estado brasileiro que mais concentra mulheres, de acordo com o IBGE. São 53,2% de cariocas do sexo feminino contra 46,8% do masculino. Na região metropolitana do Rio de Janeiro, a diferença é ainda maior: 53,6% de mulheres contra 46,4% de homens.
Os homens são maioria em apenas quatro Estados: Rondônia, Roraima, Amazonas e Pará. Em Rondônia, 50,7% da população é do sexo masculino. Na segunda posição, aparece Roraima, com 50,2% de homens. Dividem a terceira posição Amazonas e Pará, com 50,2% de homens cada.
As informações estão na Síntese de Indicadores Sociais 2014, feita com base na Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) 2013, no Censo Demográfico 2010, na Projeção da População do Brasil por sexo e idade 2013, em dados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), do Ministério da Educação, e SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade), do Ministério da Saúde.

Família quer justiça: Diarista de Brasiléia é brutalmente assassinado em Boca do Acre (AM)

Osvando ficou desfigurado devido a brutalidade que sofreu - Foto/cedida
Osvando ficou desfigurado devido a brutalidade que sofreu – Foto/cedida
Alexandre Lima
Familiares do diarista Osvando Dantas da Silva (38), natural de Brasiléia, que foi brutalmente assassinado na zona rural de Boca do Acre (AM),  pouco antes da meia-noite, procuram justiça para o caso.
Segundo foi apurado, a vítima estaria na companhia de mais três colegas de trabalho, entre eles um menor, numa fazenda localizada na Linha 01, distante 74 quilômetros da cidade. Osvando teria esquecido a chave e foi aconselhado buscar numa festa de aniversário onde teriam ido. Quando retornou, aconteceu uma espécie de emboscada após entrar na casa.
Ao retornar na companhia com outro na camionete com a chave, a porta já estava arrombada e quando entrou, os três estavam armados com facão (terçado) e duas facas (peixeiras) para lhe triar a vida, mesmo diante dos suplícios.
A vítima teve várias perfurações no tórax ao ponto de transpassar o corpo e quase foi decapitado. Os cortes no rosto e pescoço quase lhe desfiguraram a face por completo. Foi informado que a funerária demorou cerca de quatro horas para que ficasse apresentável durante o funeral.
Vítima sofreu vários cortes e perfurações no tórax e rosto.
Vítima sofreu vários cortes e perfurações no tórax e rosto.
O motorista ainda teria ouvido pedido de socorro, mas ficou com medo de tentarem algo contra ele e fugiu para pedir socorro. Quando retornaram à casa, encontraram Osvando agonizando com vários cortes pelo rosto e perfurações no corpo, mas não teria resistido aos ferimentos e foi a óbito antes de chegar no hospital.
Foi encontrado no local, as três armas brancas usadas para cometer assassinato: Um facão, uma faca de açougueiro grande e uma média. Os suspeitos fugiram tomando rumo ignorado e uma diligencia foi formada para tentar localizar os acusados.
Momentos depois, um dos que estava junto no momento do assassinato, teria se apresentado ao dono da fazenda por medo de ser morto e disse que não havia participado do ato, mas foi detido para averiguação.
O corpo da Osvando foi transferido para a cidade de Brasiléia, onde foi velado pelos parentes e amigos e enterrado na manhã desta quarta-feira, dia17, que ficaram revoltados pela forma que foi brutalmente morto.
http://www.oaltoacre.com/familia-quer-justica-diarista-de-brasileia-e-brutalmente-assassinado-em-porto-acre/

7,2 milhões sofrem com insegurança alimentar grave no país, diz Pnad 2013

Dado do IBGE, que inclui casos de fome, caiu 35,7% em relação a 2009.
52 milhões enfrentaram algum grau de restrição alimentar no ano passado.

Do G1, em São Paulo
Dados do suplemento da Pesquisa Nacional de Amostras de Domicílios (Pnad) 2013 sobre Segurança Alimentar apontam que 7,2 milhões de brasileiros enfrentaram no ano passado situação grave de privação de alimentos, incluindo experiência de fome. O total é 35,7% menor que o registrado em 2009, quando foi realizada a última Pnad pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e constatou 11,2 milhões de pessoas nesta situação. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (18).
DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO ALIMENTAR
Segurança alimentar
Os moradores do domicílio têm acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais
Insegurança alimentar leve
Foi detectada alguma preocupação dos moradores com a quantidade e qualidade dos alimentos disponíveis
Insegurança alimentar moderada
Quando os moradores conviveram, no período de referência (três últimos meses anteriores à data da entrevista) com a restrição quantitativa de alimentos
Insegurança alimentar grave
Nesses domicílios, além dos membros adultos, as crianças, quando havia, também passaram pela privação de alimentos
A pesquisa, que abrangeu 65,3 milhões de domicílios do país, foi feita em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.
De acordo com o estudo, 50,5 milhões de domicílios (77,4%) estavam em situação de segurança alimentar em 2013. Nessas moradias havia 149,4 milhões de pessoas, equivalente a 72,2% da população residente em habitações particulares.
Nos 14,7 milhões de domicílios restantes (22,6%), onde viviam 52 milhões de pessoas, o IBGE encontrou algum grau de insegurança alimentar, ou seja, ausência de alimentos suficientes para os moradores ou preocupação com a possibilidade de que faltassem recursos.
A população atingida é 20% menor em relação à Pnad de 2009. Na época, a pesquisa havia constatado algum tipo de déficit alimentar em 17,7 milhões de domicílios particulares, onde moravam 65,5 milhões de pessoas.
Níveis de restrição alimentar
De acordo com a Pnad 2013, a situação de insegurança alimentar leve foi registrada em 14,8% dos domicílios pesquisados, totalizando 9,6 milhões de moradias, onde viviam 34,5 milhões de pessoas. Habitações particulares com moradores vivendo insegurança alimentar moderada representavam uma proporção de 4,6% do montante analisado, equivalente a 3 milhões de domicílios, atingindo 10,3 milhões de brasileiros.

Já 3,2% dos domicílios analisados pelo IBGE se enquadraram no caso de insegurança alimentar grave, proporção que representava 2,1 milhões de moradias, onde viviam 7,2 milhões de pessoas.
Em 2009, o percentual de domicílios particulares em insegurança alimentar leve, moderada e grave eram, respectivamente, 18,7%, 6,5% e 5,0%. Em 2004, as proporções eram, respectivamente, 18,0%, 9,9% e 6,9%.
Segundo o instituto, 14,3 milhões de pessoas com 10 anos ou mais idade moravam em domicílios com insegurança alimentar moderada ou grave. Desse total, 54,7% trabalhavam, sendo que 31,5% atuavam em atividades agrícolas.
Situação mais crítica no Nordeste
Das cinco regiões do país, o Nordeste foi a que apresentou a maior taxa de domicílios em situação de insegurança alimentar. De acordo com a pesquisa feita pelo IBGE, 38,1% das moradias nordestinas entrevistadas apresentaram algum tipo de restrição alimentar.

Norte vem em seguida, com 36,1%. Centro-Oeste registrou 18,2%, Sul, 14,9% e o Sudeste a menor taxa, 14,5%.
Nas regiões Norte e Nordeste, as proporções de domicílios onde algum morador passou pela experiência de fome foram 6,7% e 5,6%, respectivamente. Nas regiões Sudeste e Sul, o índice foi de 1,9%, enquanto na Centro-Oeste, a taxa era de 2,3%.
Ao considerar os dados por estado, o Maranhão foi o que registrou a menor prevalência de segurança alimentar (39,1%), seguido do Piauí (44,4%). Espírito Santo, que registrou a maior taxa de segurança alimentar, registrou 89,6%, seguido de Santa Catarina (88,9%) e São Paulo (88,4%).
Área rural é mais atingida por restrição alimentar
Moradores de áreas rurais do país foram os mais atingidos pelo déficit alimentar no ano passado, de acordo com a Pnad. Enquanto 20,5% dos domicílios na área urbana tinham moradores em situação de insegurança alimentar, na área rural a proporção era de 35,3%.

O levantamento utiliza a classificação da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA) e considera o período de referência dos três últimos meses anteriores à data da entrevista.

Deputados do Acre vão ter aumento de R$ 5 mil

2511-politica-dancadecadeiras-tvgazeta
Impacto no Orçamento é de R$ 1,4 milhão ao ano
O efeito cascata do reajuste dos salários dos deputados federais e senadores vai atingir diretamente os deputados estaduais. No Acre, cada parlamentar vai receber a mais R$ 5 mil. Atualmente, cada deputado recebe mensalmente R$ 20 mil. Com o aumento, esse valor passa para R$ 25 mil.
A Câmara dos Deputados já aprovou. Agora, depende do Senado um reajuste de 26% dos rendimentos dos parlamentares. Um percentual 6% maior que o acumulado da inflação dos últimos 4 anos.
O salário do deputado federal e do senador passará de R$ 26 mil para R$ 33 mil, o mesmo rendimento de um ministro do Supremo Tribunal Federal. Os deputados estaduais passam a receber 75% desse valor.
Para o presidente da mesa diretora da Assembleia Legislativa, Elson Santiago, o aumento é natural, já que a decisão vem de Brasília e defende a ideia de que cada categoria deve defender seus rendimentos.
“Quem defende os trabalhadores deve se unir e brigar pelos seus salários”, defende, “Os deputados estão apenas acompanhando o que fala a lei”.
Um dos deputados que vai ter um salto no salário é major Rocha. Foi eleito deputado federal e já entra recebendo R$ 33 mil. O parlamentar não fala que o valor seja alto, apenas lembra que o trabalhador brasileiro é quem ganha mal.
“Os salários dos trabalhadores são baixos demais e, por isso, essa sensação de privilégio de outras categorias. Precisamos mudar isso no Brasil”, acentuou.
Em salários, um deputado estadual ficará mais caro R$ 60 mil por ano. Os 24 parlamentares somarão, a mais, no Orçamento, R$ 1,4 milhão em 12 meses.
A presidente Dilma Rousseff vai ter o salário menor que um deputado federal ou senador. O reajuste foi de 15%, o que dá quase R$ 31 mil, dois mil reais menor que um representante do Congresso.
http://www.agazeta.net/politica/7351-deputados-do-acre-vao-ter-aumento-de-r-5-mil